O ato de escrever…

… O que te leva a tal ato?
De onde vem a tua inspiração?

Escrever pra mim é quase um paradoxo, as vezes uma terapia, um desabafo e ao mesmo tempo uma compulsão, um vício. A inspiração vem do nada ou as vezes de algo que me contenta ou me indigna. Quando escrevo tudo se suspende, os problemas, o tempo, o sono, a fome, os medos…

Com um papel e uma caneta vou traçando diferentes rumos, personagens, destinos. Meio que ‘brincando de ser Deus’, vou mudando o tempo, a pessoa e a classe gramatical. Vou sonhando com um mundo melhor, de pessoas socioecologicamente concientes, de amor, de justiça e de paz. Deixo também no ar, marcados, todos meus sentimentos. Meus sonhos, meus planos e objetivos. Vou gravando minhas vitórias. E minhas derrotas? Que derrotas? Já não existem!

Tive vergonha dos meus textos, considerava-os ruins. Se são bons? Não sei, pra ser sincera ainda sou um tanto insegura em relação a eles. Sabe o que me leva a expo-los aqui? Que quando escrevo, não escrevo apenas pra vocês meus queridos leitores mas também e principalmente pra mim mesma! (redundancia para dar enfase hahhahahahah)

Que o ato de escrever nos acompanhe e nos faça feliz enquanto seja um prazer e não uma obrigação!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s