>To her who loves cats but is allergic to it!

>

‘Nem tudo sai da forma como planejamos, ou as vezes mudamos de desejos no meio do caminho, mas o que é realmente importante fica gravado em nossa memória como coisas belas, boas de recordar. As vezes são tão bonitas que não sei se aconteceram, ou se foram sonhos’

Estou vendo um desenho animado desses que satirisa a sociedade quando ela entra no quarto.
Senta-se no computador, seleciona algumas músicas e poe pra reproduzir.
Sinto que é minha deixa para desligar a tv, e esperar a primeira fala de seu texto.
Realizada minha ação, sou surpreendida.
Apenas a musica invade o ambiente e se não fosse ela, talvez o silencio começasse a me incomodar.
Ações, só elas! Visto de fora, talvez pareçam passos de uma dança coreografada.
Seus olhos me atingem de tal forma que não consigo não me perder na imensidão desse mar esverdeado.
Este seria o momento perfeito para a primeira palavra, espero que ela comece.
Mas uma vez o inesperado ataca. Ela apenas se senta ao meu lado e me abraça de um jeito que poucas vezes fez.
Ficamos assim por alguns breves minutos.
Este sim seria o momento ideal! – pensei.
Decidi não esperar que saissem delas as palavras. Mas, antes que eu pudesse verbalizar uma só.
Fui calada por um beijo, doce, calmo e ao mesmo tempo intenso.
Ficamos assim por mais de uma hora, e havia algo de familiar naquela cena.
Talvez fosse alguma cena de filme, talvez alguma letra de música;

E depois de tudo isso, ela quebra o silencio com uma risada que arranca de mim me fazendo cócegas.
Dou-lhe um selinho apertado, como que agradecendo por me fazer tão feliz com tão pouco.
E mais uma vez quebrando o silencio enorme que criara, me diz:
– Não fale nada! Se estamos juntas agora é porque por algum motivo não consigo estar longe de ti. Desculpe se demorei tanto tempo pra perceber, que era você quem merecia minha atenção e dedicação. Ainda dá tempo de recuperar o que eu deixei pra tras quando te pedi pra sair aquele dia?
E nem siquer, sim consegui pronunciar. Com lagrimas nos olhos, termino o terceiro e ultimo ato com um beijo que só termina quando as cortinas se fecham e nós voltamos a sonhar.

Nota da autora: Eu posso ser qualquer uma, e ela pode ser todas elas de uma só vez 😉

Anúncios

Uma resposta para “>To her who loves cats but is allergic to it!

  1. >(sem palavras)pois nos momentos assim, o sorriso e o beijo já dá o enredo.:Dnota do leitor: estou tão feliz, pois me sinto exatamente assim, nesses momentos, e você conseguiu mostrar o doçura de sentimento que é tão difícil de expressar,e tão maravilhoso de sentir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s