>Fênix – A capacidade de retornar das cinzas.

>



”Eu não agüento ver


Você espera demais
Se dá um passo pra frente
Por que dois passos pra trás?

Não espere demais
A sua vida passa num instante
Não olhe pra trás
Já se passaram mais de vinte anos” 
(Nós somos reais – Supercombo)

Tão decidida e tão cheia de dúvidas.
É como vejo quem atravessa a porta e vai embora com sua face sem expressão.
Ouço agora uma música suave.
Do tipo que costumava tocar aos domingos, enquanto se preparava o almoço.
E como quando se está a ponto de morrer, vejo um filme da minha vida.
Ou melhor, um filme do meu ultimo ano, passando em minha cabeça ou diante dos meus olhos.
Já não sei.
E foram tantos os momentos, os sorrisos, as cervejas com caipirinhas, os almoços e jantares, as pizzas, os passeios no parque, as fotos, os finais de semana com os sogros, os naufrágios no sofá, os filmes, as brincadeiras com a gatinha branca, as viagens, os beijos, as brigas, os problemas, as lágrimas, o sexo e a sensação única de ter passado por cima de tudo isso.
Por cima de todas as pessoas que tentaram acabar com nosso longa, que tentaram bloquear os patrocínios.
E fazendo um balanço, as coisas ruins foram tão bobas que chegaram a ser boas. O que me faz chegar a conclusão que meu ultimo ano de vida, foi perfeito, apesar de tudo.
Foi perfeito, porque me fez deixar de ser a menina de 16, 17 anos e me fez a mulher que sou hoje aos 18 beirando os 19.
Foi perfeito porque eu aprendí o verdadeiro significado de palavras como amor, amizade, dificuldade, força, sonho, vontade e coragem.
Foi perfeito, porque pessoas maravilhosas entraram na minha vida e me serviram de exemplo de como vencer e conseguir o que se quer.
Até você que pensa que lhe tenho raiva. Até você foi importante.
Talvez uma das mais importantes.
Porque me mostrou que o amor próprio é o que mais vale. (apesar de eu achar que você exagera. rs)
E tudo isso, querendo ou não foi gerado por uma única pessoa.
Está mesma do começo que atravessa a porta inexpressiva.
Está mesma que tem a chance de incendiar o meu mundo se fosse forte o suficiente pra deixar suas dúvidas.
Ela tem a faca e o queijo na mão, ela pode decidir cortá-lo e comê-lo, cortá-lo e deixá-lo, ou ficar em cima do muro, até o queijo estragar e faca cair cortando lhe a pele.

Eu morri pra está vida que andei levando, estou reencarnando aos poucos, e só falta ela tomar uma atitude, pois meu próximo passo vai depender da decisão dela.
Ou eu volto pra ela.
Ou eu volto pro mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s