– Pequenas asserções.

De tempos em tempos preciso de movimentos, não consigo entender como as pessoas ficam 10 anos no mesmo emprego, fazendo a mesma coisa, com os mesmos problemas, os mesmos desgostos.

Não consigo entender relacionamentos que caem na mesmice e se mantém por anos e anos, criam filhos, expectativas, mas são construidos em estruturas de areia.

E pensar que eu quase me tornei uma delas.

Me apaixono todos os dias, ultimamente estou sempre amando.

Deve ser triste se ver sair e entrar em inúmeros relacionamentos, um atras do outro, pelo simples medo de estar só consigo mesmo.

Ah, se as pessoas soubessem como pode ser maravilhoso estar na própria companhia.

É o relacionamento mais sincero, mais intenso e mais engrandecedor que alguém pode ter.

Permitam-se sofrer, sentir saudade, chorar, sentir raiva, apaixonar-se, vomite todos os sentimentos que você guarda dentro do peito, quando acabarem todos, virá um vazio.

Virá a solidão. Ela parecerá gigantesca, você vai sentir-se engolido, aprisionado, parecerá eterna. E então você para de lutar com ela, vem a entrega.

É nessa entrega que você descobrirá o único sentimento verdadeiro, livre do ego.

Talvez esse sentimento seja o que realmente deveriamos buscar.

Este sentimento eu chamo de Plenitude.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s