– À meia noite

‎”..E respondendo sua pergunta, não é aborrecimento não.
Nesse caso o ‘nada’ é o abandono de todas as coisas que a gente se torna por construção social.
Por alimentar mágoas, por ter sofrido, por ter brigado, por ter errado.
É se encontrar. Se conhecer mais do que a qualquer outra pessoa ou coisa. 

É um trabalho de refinamento do próprio ser!!…”

É uma força, uma energia completa.

É o bem. A integridade e a consciência.

Estou trilhando um caminho, digamos que estou nos 30% da primeira fase.

O refinamento é algo que demanda tempo.

E eu estou me dando esse tempo.

É o que me faz sorrir no final de um dia que até então tinha uma energia complicada.

É a prova que estou livre pra receber e compartilhar.

É o novo, se permitir, respirar, mergulhar.

São as possibilidades.

Quero abandonar o vicio sangrento, quero alcançar a virtude materna, quero sentir o prazer em me livrar de algumas coisas que gosto. Ter a sensação de perda e logo depois a liberdade, me sentir inteira, ímpar e ao mesmo tempo parte de tudo, ter a certeza em cada célula do meu corpo que estou fazendo o melhor que posso da minha vida e de mim.

“Para refinar a si mesmo você precisará se lapidar e neste processo terá que se livrar de excessos. Possivelmente pensará por algum momento estar perdendo alguma coisa. “

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s