– Plus une Femme!

Estou no escuro dos meus pensamentos.

Aqui estou acompanhada de uma taça de vinho amargo, acompanhada dos meus delírios mais sujos e profanos.

Só. Porque assim me quero agora, neste momento em que mastigo a falta.

Poderia estar nos braços do meu desconhecido ácido, que corrói a estrutura das minhas certezas.

Não sempre, mas quando quem deveria estar, não está.

A ausência está cada vez mais presente.

E a presença se faz por si só, nos mínimos detalhes.

Eu não peço tanto. Na verdade já não peço nada.

Mas quero, preciso de algo. Algo que sabote a veia e me faça pedir pra continuar respirando.

Quero algo que me tire o ar.

É cansativo ter que pedir por tudo, explicar tudo, fazer tudo.

Fui tomada por uma nova mulher.

Mas, ainda não sei ao certo quem ela é!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s