.: De tudo

Queria me livrar de tudo.

De tudo o que eu disse, de tudo o que eu ouvi e de tudo o que eu pensei.

Queria me livrar do silêncio.

Do desejo.

Do calor.

Queria ter garantias.

E foda-se o fato de eu saber que nessa vida não existem garantias.

Mas eu quero poder pensar que existem.

Eu quero que o mundo entenda que eu não quero apenas o plausível de fazer sentido.

E também não quero mentiras, sob hipótese alguma.

Quero que me deem verdades.

Mesmo que sejam verdades criadas, desde que o criador acredite veemente nelas, pra me fazer acreditar.

Não se pode ludibriar nesse momento, a linha entre verdade e mentira é muito tênue.

Quero verdades que não condizam com a mente.

Mas que possam ser únicas pra alma.

Não quero palavras falsas.

O silêncio consente, a mentira suja e transforma tudo em lixo.

Quero apenas uma alma e que ela me transborde.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s