– Sonhos Prometedores

 

“…Tenho mais pena dos que sonham com o provável, o legítimo e o próximo do que dos que devaneiam sobre o longínquo e o estranho..” Livro do Desassossego – Fernando Pessoa

Foi ali, sentada no mesmo lugar em que passei o dia inteiro que percebi que nada estava igual. Tudo fora do lugar.

Foi como se as coisas antigas, do jeito antigo e na posição antiga não se encaixassem mais em mim, no meu altar.

Assim fui mudando tudo.

Como disse em algum momento. A mudança vem de dentro.

E ela veio, foi chegando de mansinho até se instalar.

Depois que firmou raízes começou a se encher, a tomar forma e quando vi havia explodido dentro de mim.

Passou a me transbordar.

Eu que sempre busquei algo que me transborda-se, agora me vi repleta de algo meu, só meu, que me enchia e me esvaziava.

Uma sensação só minha, que mesmo que eu quisesse não conseguiria explicar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s