.: Febre

Febre delirante.

Não penso. Apenas sinto.

Deixo fluir em mim as loucuras e as certezas, tão incertas quanto o amanhã.

Tão fluídas quanto os sonhos que derretem ao abrir dos olhos.

Febre, calor mesmo com frio.

Sentindo frio mesmo ardente.

Ardência de amor, da forma mais pura e primitiva.

É esse amor que me faz querer elogiar alguém importante, sem pensar em nada.

Sem pensar em como isso influenciará no futuro.

Nós temos muitas idéias sobre como será. Mas a única certeza que podemos ter.. é o como É!

Minha febre me fez perceber que qualquer coisa que fizer com verdade. Só fará bem.

Febre delirantemente real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s