.: Na distância

Na distância tudo fica mais forte.

O desinteresse faz você esquecer o que algum dia fez sentido.

O interesse faz você querer ainda mais o abrigo.

Na distância.

De longe eu só quero o perto.

Quero o corpo quente, o momento presente e a sensação de ver você entrando pela porta.

E assim, ainda meio torta, meio tonta, meio zonza de febre ou de amor receber seu sorriso.

Na distância só se pode deixar estar, respirar e tentar não pensar muito.

Entregar.

E torcer, pra que um dia o longe e o perto sejam um só.

Pra que possamos em dois, ser dois seres no mesmo caminho. Andar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s