.: Sensorial

Sempre me vi como alguém muito simples. Muito transparente. Muito fácil de entender.

Visto pela minha ótica, realmente é assim.

Porém, com o passar do tempo, percebi que simplicidade confunde a mente.

E que a maior parte das pessoas se guia pela  mente e não pelo coração, pela sensação.

Até mesmo aqueles que eram supostamente sensíveis, diferentes, livres de ideologias, preceitos e preconceitos. Nem esses conseguiram entender quem realmente estava alí. Nem eles conseguiram simplesmente enxergar. Sentir. Ouvir. Ou talvez tenha sido puro engano meu.

Me conhecer é uma atividade extremamente sensorial.

É preciso se entregar.

É preciso sentir o calor do fogo que arde no meio do meu ser. É preciso se queimar.

E não deixar que nada interfira. Um pequeno lapso. Um pensamento fora de hora. Uma frase idiota. E pronto. Coloca tudo a perder.

Foi assim uma e outra vez.

Todos se enganaram com seus conceitos de mim.

Porque meu ser não tem espaço pra conceitos.

Aqui, só cabe o amor. E ele não é, o que eu pensava que era.

O amor é algo muito mais simples e não tem explicação, não pode, como eu, ser entendido.

É algo que eu dei em bandeja e aos montes, e só recebi de verdade, agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s