.: Mudando…

Todos os anos faço posts com meus objetivos, planos e desejos pro ano novo que se aproxima.

Esse ano decidi fazer diferente, decidi rever o que aconteceu e deixar tudo pra trás.

Começar o ano, não de branco, mas em branco..sem planos há longo prazo. Quiçá, nem há curtos.

Quero apenas ir vivendo, permitindo que o acaso me surpreenda e simplesmente aceitando o que é.

Então.. Vamos lá! 2012 foi..

No trabalho comecei o ano cheia de planos, projetos promissores..uma peça de teatro que nunca aconteceu (e que há algum tempo questiono sua integridade), um emprego que ia me permitir fazer tudo o que eu queria durante a semana e ainda ficar de bem com a vida financeira. Pelo menos até aqui, a vida profissional parece ter sido um total fracasso.. Nada do que parecia concreto no começo do ano realmente aconteceu.. Mas, ao mesmo tempo esses dois acontecimentos me fizeram abrir o olhar pra muitas as outras coisas e conhecer pessoas lindas que talvez eu não tivesse conhecido se nada disso tivesse acontecido.

Primeiro, tenho que assumir a responsabilidade pelos fatos, eu me acomodei. Então, se estou onde estou, ninguém tem nada a ver com isso.

Aprendi a segurar a barra, a respirar fundo e não explodir por qualquer coisa.

Aprendi de verdade e não da boca pra fora que todos nós temos defeitos e admitir que os temos é mais bonito do que se negar à aceitá-los. Sem aceitação, sem chances reais de mudança.

Aprendi que nem todo mundo é o que tenta mostrar ser. Infelizmente.

Aprendi que as coisas não acabam, elas mudam, param de dar certo, de funcionar, de fazer sentindo.

Então, mesmo com todos os percalços deste ano nesse setor, não mudaria nada, tudo valeu a pena!

Inclusive aprender a lidar melhor com a questão de grana.

Muitas pessoas passaram pela minha vida este ano. Quando digo passaram é no sentido literal, chegaram e se foram.

Mas, cada uma deixou um pouquinho de si. Algumas todo o bem que podiam deixar. Outras um pouco de mal que eu nem podia esperar. Mas no fim das contas, no balanço de prós e contras o saldo é positivo.

Foi graças a uma delas que mudei todo meu jeito egocêntrico de lidar com os relacionamentos, e graças a outra, descobri ou redescobri gostar tanto desse mundo do audiovisual.Umas me apresentaram bandas que não saem mais da minha playlist, outras me deram apenas aquele abraço que fez toda a diferença no momento. Todas me surpreenderam de algum jeito.

Alguns reapareceram, e foram mais do que eu esperava.. Alguns ainda estão, outros voltaram ao nada. Mas, me alegra ver que todos estão bem. Me alegra todos os carinhos trocados, as conversas em dia, as cervejinhas, aperitivos e peças de teatro. E a vida é assim, uns vem outros vão. Nada permanece igual. E os que continuam, continuam porque se adaptam, porque aceitam o que é, da forma que dá.

Por isso tenho orgulho de ter uma amizade como a da Deise, agora são…9 anos de amizade? bom..por ai..E isso só acontece porque não importa quanto tempo fiquemos sem conversar, não importam quantas pessoas entrem e saiam das nossas vidas, ou quais rumos elas tomem. Na hora que for necessário, sabemos que temos uma à outra. Seja pra dividir alegrias, ou contar desgraças e no fim rir de tudo.(Te amo sis <3)

Acho que esse ano foi um ano de entrar em contato comigo, com quem sou de verdade, aprender a lidar com meus próprios defeitos, tomar consciência deles. Melhorar minhas relações com o mundo. Arriscar, tentar, viver.

E foi assim, pagando pra ver, deixando rolar, que deixei me levar pelo momento e conhecer de verdade a pessoa mais linda e que fez total diferença em tudo pra mim. Contrariando toda a lógica, meu pré-julgamento, os pouco mais de mil quilômetros, a falta de convívio, etc, etc, etc.  Pela primeira vez sinto verdade de verdade, sem tentar me convencer disso como antes. Pela primeira vez não tenho dúvidas em relação ao que é dito, e silenciado também. Pela primeira vez me senti tão respeitada, tão querida, tão amada, como qualquer pessoa merece ser. E não importa as dividas com o cartão de credito cheio de passagens aéreas, não importam as lágrimas que correram de saudade, nem o coração apertado à cada despedida. Valeu e vale, por cada mensagem no meio da noite, ou do dia. Por cada foto, por cada sorriso, por cada ‘eu te amo’, cada ‘logo a gente ta junto de novo’ e cada ‘quero dividir minha vida com você’. Valeu por me permitir me entregar de verdade à alguém, sem segredos e sem precisar tê-los. Vale por ser tudo o que eu sempre quis e só tive quando parei de procurar.

Tem tantas outras coisas, tantas pessoas que participaram de momentos importantes, tantos momentos em família como há tempos não havia. Foi tanta vida que se viveu este ano que agora só quero ficar uns dias no silêncio, mergulhando em águas claras, ao lado do meu amor e de pessoas queridas. O que vier é lucro. Sem planos, sem frustrações, sem ficar cego ao que nos rodeia. Quero aproveitar mais tudo o que está acontecendo, AGORA!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s