.: Do Brega ao simples.

 

O amor fala por nós.

O olhar que fala.

A palavra que cala.

 

Um sentimento irremediável de completude

Como ‘Eduardo e Monica” passando do simples ao brega.

 

Sorrio ao ver todos os nossos vice-versas.

Nossos medos compartidos

Nossa força descoberta assim, naturalmente.

Só por deixar ser, por deixar estar.

 

Somos uma dupla, um par.

Dois seres. Diferentes, opostos, complementares.

E não precisa virar um só pra viver isso.

Acima de qualquer outra coisa, somos cúmplices

 

Somos dois.

 

Assim,

o desespero pela presença some.

Vem só a constatação, que cedo ou tarde, estaremos também fisicamente lado a lado.

 

Estar

Toda

Alma

 

Fim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s