.: Segunda

Segunda, brinco de branco.

Limpo e jogo o cinza fora.

Mando muito lixo embora.

 

Lembro de mim.

Ela andava há muito esquecida em meio à mágoas.

Resgato um sorriso.

Trago a tona a verdade.

 

Jogo fora a dor e o marrom.

Me abro pro mundo, pro meu.

Próprio.

 

Lhe devolvo o vermelho.

Dessa vez suave, sem agressões, sem violência.

Agora, te entrego amor, força e coragem.

 

Respiro e me sinto.

Finalmente.

 

Nesta segunda não calo.

Mas também não sinto a necessidade de dizer.

Não existe mais aquele nó na garganta.

Nem mais, o que me faça emudecer.

Anúncios

Uma resposta para “.: Segunda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s