.: Pazciencia

Entender.Compreender.Ter paciência.

Eu aguento. Eu acumulo. Eu me esforço pra não explodir.

Eu preciso falar.

Sua fortaleza vira sua ruína na primeira fraquejada, no primeiro sério problema.

Vê-se fraca.

Esse não é o fim do mundo.

Perder alguém importante, perder tudo e começar do zero, quase morrer.

Morrer por dentro.

Isso é.

Já vivi todas elas e ainda estou aqui, ainda de pé de um jeito ou de outro.

A sensação de estar com sua vida nas mãos de uma pessoa doente e se sentir culpada todos os dias é indescritível, intransferível e infinita.

Dói, mais que tudo, a certeza dos que me cercam de que eu tenho que fazer o esforço.

Como se fosse obrigação minha terminar com algo que prejudica somente a mim.

Eu sofro calada.

E não tento culpar ninguém por isso.

Sempre busco em mim a razão para o mal que me cerca.

E esse mal me invade. Me seca. Me machuca.

Acho que só queria um pouco de paciencia com meus defeitos, com minhas falhas,

Queria ser um pouquinho humana e que não esperassem tanto de mim.

Quero paz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s